Condenado por estupro pode suceder “deputado presidiário” na Câmara

segunda-feira, novembro 27, 2017

Foto: Imagem do Google


Nelson Nahim é o primeiro na fila da suplência para a vaga de Celso Jacob, que teve benefício de trabalho no semi-aberto revogado


Sentenciado em junho deste ano no Supremo Tribunal Federal - STF a sete anos e dois meses de cadeia por dispensa de licitação e fraude, o Deputado Celso Jacob (PMDB/RJ) teve o benefício de trabalhar na Câmara dos Deputados durante o regime semi-aberto revogado. A decisão, da 3ª Turma Criminal do TJDFT - Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, é de sexta-feira (24/11). 

Caso ela seja mantida, o Congresso Nacional do Brasil poderá convocar para assumir a cadeira de Jacob um outro político enrolado com a lei: o suplente Nelson Nahim (PSD/RJ). Ele é irmão do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, e foi condenado por estupro de vulnerável, coação no curso do processo e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Com 25.872 dos votos válidos nas eleições de 2014, Nahim é atualmente o primeiro na fila da suplência para deputados eleitos pela coligação PMDB/PP/PSC/PSD/PTB. O irmão de Garotinho ocupa o sétimo lugar entre os suplentes para as legendas no Rio de Janeiro. Os outros seis, contudo, ocupam outros cargos no Executivo ou já estão no exercício do mandato na Câmara dos Deputados. Assim, uma possível vacância na cadeira de Jacob poderá levar Nahim à Casa legislativa.


Fonte: Metrópoles

Voce pode ler também

0 comentários