Do jeito que está, país não chega a 2019, diz Rodrigo Maia

segunda-feira, novembro 27, 2017

Foto: © DR

Presidente da Câmara destacou necessidade de solucionar "crise fiscal" durante evento promovido por revista



O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (Democratas/RJ), afirmou nesta segunda-feira (27/11) que o país vive um momento de "crise fiscal sem precedentes" e que o país "não chega a 2019" do jeito que está. A declaração foi feita durante evento promovido pela revista VEJA. Para o parlamentar, o Estado precisa ser reorganizado. Ele defendeu que seu partido lance candidato próprio ao Planalto em 2018. "Temos condição de ter um candidato à Presidência com discurso claro a favor da economia de mercado, da reforma do Estado", afirmou. Ele evitou se colocar na posição de pré-candidato, dizendo que concorrerá à reeleição na Câmara dos Deputados.

Maia negou, ainda, ter feito qualquer movimentação para assumir o posto do presidente da República Michel Temer após o vazamento da delação do empresário Joesley Batista, da J&F, em maio. "Tive a consciência de que não cabia a mim fazer nenhum movimento para ser presidente em cima de uma denúncia", disse. "Não trabalhei contra [Michel Temer] e creio que fiz o melhor para o Brasil". O presidente da Câmara dos Deputados disse que votaria contra o prosseguimento das denúncias de Michel Temer no Congresso Nacional do Brasil se tivesse possibilidade de votar.

Voce pode ler também

0 comentários