Pessoas mais pobres pagam mais impostos e sofrem com inflação maior

sábado, novembro 18, 2017




Em nota técnica o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea apresentou uma metodologia de cálculo para índices de inflação por faixa de renda e os resultados mostraram que nos últimos 12 meses, encerrados em outubro, a inflação das famílias de baixa renda foi de 2%, bem abaixo do segmento mais rico em 3,5%. O estudo considerou uma renda mensal muito baixa — as famílias que ganham menos de R$ 900,00 — e as de alta renda, as que ganham mais que R$ 9 mil.

Mas esta é apenas uma parte da história, quando ampliamos o horizonte de análise a inflação acumulada dos mais pobres foi bem superior a dos ricos e mesmo considerando a inflação oficial, o IPCA. De junho de 2006 a setembro de 2017, a inflação acumulada das famílias de baixa renda foi de 102,2%, enquanto que dos mais ricos 86,3%, patamar inferior ao IPCA que atingiu 89,6% no período. A inflação de preços significa a perda de poder aquisitivo, a pessoa precisa cada vez mais de dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Voce pode ler também

0 comentários