O aeroporto fantasma financiado pelo BNDES

sexta-feira, dezembro 29, 2017



Uma das obras da Odebrecht financiadas pelo BNDES (e você contribuinte brasileiro) em Moçambique é o Aeroporto Internacional de Nacala, o segundo maior do país e com capacidade para 500 mil passageiros por ano.

Segundo a Folha de S.Paulo, o Tesouro Nacional foi obrigado a desembolsar no último dia 15 a quantia de R$ 124 milhões para cobrir o rombo no BNDES. O calote deve chegar a R$ 1,5 bilhão.

Voce pode ler também

0 comentários