O papel do Supremo em 2018

domingo, dezembro 31, 2017




Só haverá renovação expressiva do Congresso Nacional do Brasil em 2018 se o Supremo Tribunal Federal - STF começar a julgar os políticos com foro privilegiado antes das eleições, informa a Coluna do Estadão. É a conclusão dos analistas do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar. Se o STF - Supremo Tribunal Federal não agir, prevê o DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, o índice de renovação deve ser inferior à média de eleições anteriores, em que pouco menos da metade do Congresso foi trocada.

Voce pode ler também

0 comentários