O peso dos codinomes

quarta-feira, dezembro 20, 2017



O acordo da Odebrecht com o Cade deve enterrar de uma vez por todas a candidatura de Geraldo Alckmin em 2018



Um dirigente do PSDB disse para a Folha de S.Paulo que "não importa se o tucano vai ou não ser implicado. A presença do tema na campanha já basta para causar embaraço ao governador". Na verdade, Geraldo Alckmin já havia sido implicado pelos delatores da empreiteira. Ele foi acusado de receber 10,7 milhões de reais do departamento de propinas da Odebrecht, com os codinomes Belém e M&M.


Voce pode ler também

0 comentários