Planalto admite votar Previdência mesmo sem garantia dos 308 votos

quarta-feira, dezembro 06, 2017




O presidente da República Michel Temer reduziu o piso e agora espera contabilizar pelo menos 290 votos favoráveis à reforma da Previdência Social para colocar a proposta em votação na próxima terça-feira (12/12). A meta baixou em relação às últimas semanas – quando o governo estabelecia 330 votos para levar o texto ao plenário da Câmara dos Deputados – diante das dificuldades que os deputados têm apresentado em apoiar a medida.

Durante encontro no Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (06/12), Michel Temer pediu empenho dos aliados para que uma contagem mais objetiva de votos seja feita em reunião agendada para esta noite, o governo precisa de 308 deputados para aprovar a reforma na Câmara dos Deputados, em dois turnos de votação. Depois da onda de otimismo que começou nesta semana, o encontro da manhã desta quarta, porém, deixou claro aos líderes da base e ao próprio Temer que ainda não há votos suficientes para aprovar a reforma da Previdência este ano.

Voce pode ler também

0 comentários