Aprovação de medidas de ajuste é desafio para equipe econômica em 2018

segunda-feira, janeiro 01, 2018


Apesar da recuperação da economia no segundo semestre de 2017, a equipe econômica do governo ainda tem desafios para vencer em 2018. Com discussões adiadas pelo Congresso Nacional do Brasil e com a decisão do Supremo Tribunal Federal - STF de suspender a protelação dos reajustes ao funcionalismo federal, as medidas de ajuste fiscal representam uma fonte essencial de receitas para o governo fechar as contas e cumprir a meta de déficit primário de R$ 157 bilhões para este ano que se inicia.

Originalmente, o governo pretendia que as medidas resultassem em ajuste de R$ 21,4 bilhões para 2018. Desse total, R$ 14 bilhões viriam do aumento de tributos e R$ 7,4 bilhões, de cortes de gastos obrigatórios. O adiamento das votações para o ano novo e a decisão do STF - Supremo Tribunal Federal reduziram o ajuste para R$ 13,6 bilhões na melhor das hipóteses.

Voce pode ler também

0 comentários