Na temporada de caça partidária, deputado federal vale ouro

quarta-feira, janeiro 03, 2018


O ano político começa no tranco, com a abertura da temporada de caça partidária – que vai determinar o rumo das alianças eleitorais de outubro e o destino de votações importantes do Congresso. A da reforma da Previdência Social em 19 de fevereiro, por exemplo, tem tudo para fracassar, sob a lógica de que, em meio à janela das trocas de partido, um deputado candidato à reeleição passou a valer ouro – quase literalmente.

Deputados, senadores e demais detentores de mandato terão o mês de março para trocar livremente de partido sem incorrer na penalidade legal da perdas de mandato. E obviamente só vão tratar disso até lá. Se, em condições normais, porteiras abertas já encorajam o leilão de mandatos, e criam aquele clima de feirão no Congresso Nacional do Brasil, há na atual temporada um agravante: ainda que de forma gradativa, a cláusula de barreira para sobrevivência dos partidos entra em vigor já neste 2018.

Voce pode ler também

0 comentários