Radialista e ex-deputado cearense Almino Menezes tem morte cerebral decretada

quinta-feira, janeiro 04, 2018

Foto: Arquivo

O locutor iniciou sua carreira profissional no final dos anos 1950.


O radialista cearense Francisco Almino Leite de Menezes, o Almino Menezes, de 76 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (04/01). Ele estava internado e teve morte cerebral decretada. A carreira como locutor foi iniciada no final dos anos 1950. Ele atuou em veículos como Rádio Uirapuru de Fortaleza, Rádio Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube e Rádio Assunção Cearense, mas foi na Rádio Verdes Mares onde consolidou seu sucesso como apresentador de programas musicais, de variedades e prestação de serviços durante 30 anos.

Na emissora, o locutor apresentou o programa A Noite é Nossa, que ficou no ar por dez anos, tornando-se o programa de maior audiência noturna no Ceará, à época. Outro programa de utilidade pública foi o Almino Menezes, que ia ao ar das 06:00 horas às 09:00 horas da manhã. Iniciado na década de 1960, a atração só saiu da grade de programação em 1991. Em 1982, Almino Menezes foi eleito deputado estadual. Em seus discursos, defendia a escola pública, melhores salários para professores e maior assistência a lares de acolhimento de idosos. Cumpriu legislatura até 1986.

É de sua autoria, entre outros, o Projeto de Lei que concede passe livre ao idoso carente nos transportes coletivos intermunicipais do Ceará. Foi também o primeiro Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, de 1983 a 1986. Além de jornalista, Almino se formou advogado pela Universidade de Fortaleza (Unifor), em 1985. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, Almino fez seus estudos primários no Colégio Salesiano da Piedade, em Fortaleza, concluindo-os no Colégio Salesiano de Jaboatão, em Pernambuco.

Voce pode ler também

0 comentários