Um general de quatro estrelas na Defesa

segunda-feira, fevereiro 26, 2018



O general Joaquim Silva e Luna assume o Ministério da Defesa no lugar de Raul Jungmann, que foi deslocado para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, segundo Andreza Matais. A promessa de Jair Messias Bolsonaro de nomear um general de quatro estrelas para a Defesa foi cumprida por Michel Temer.

O general Silva e Luna ocupava o cargo de secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do MD desde abril de 2014. Honrado pela indicação ao cargo, o novo secretário, espera ser capaz "de entregar os melhores resultados ao próprio Ministério da Defesa, à Marinha do Brasil, ao Exército Brasileiro, à Força Aérea Brasileira e à sociedade brasileira".

Ainda de acordo com o general, suas experiências com planejamento estratégico, orçamento e gestão de projetos vão ajudá-lo na nova tarefa. "Junto com toda minha equipe, [teremos] a missão de contribuir para que as Forças disponham dos meios necessários e adequados ao seu melhor preparo e emprego – singular e conjunto", disse.

E acrescentou: "O nosso desafio é a contínua sinergia, de forma institucionalizada, de esforços de civis e militares no trabalho, capaz de construir um futuro onde defesa, desenvolvimento e democracia sejam cada vez mais estruturantes do bem estar do povo brasileiro".

Currículo

Silva e Luna incorporou-se ao Exército em 10 de fevereiro de 1969, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). Foi declarado aspirante-a-oficial de Engenharia em 16 de dezembro de 1972. Possui pós-graduação em Política, Estratégia e Alta Administração do Exército e em Projetos e Análise de Sistemas. Mestrado em Operações Militares e Doutorado em Ciências Militares. 

O general tem, também, os cursos de Guerra na Selva e de Combate Básico das Forças de Defesa de Israel. Este último, realizado no Instituto Wintergate-Israel. Já comandou a 16ª Brigada de Infantaria de Selva, foi chefe de gabinete do comandante do Exército e chefe do Estado-Maior do Exército. E, ainda, participou da Missão Militar Brasileira de Instrução no Paraguai.

Voce pode ler também

0 comentários