Ataques no Ceará podem estar associados a bloqueadores em presídios

domingo, março 25, 2018



Uma retaliação de facções criminosas à possível instalação de bloqueadores de celulares em presídios, proposta que tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados, é a explicação que especialistas têm dado aos ataques contra órgãos públicos, ônibus e torres de telefonia no Ceará. A DRACO - Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas da Polícia Civil do Estado do Ceará está responsável pelas investigações. Até agora, não foram apresentadas as linhas de investigação.
 

Voce pode ler também

0 comentários