Delegado teme interferência do governo na PF

domingo, março 18, 2018



A Polícia Federal - PF, antes vinculada ao Ministério da Justiça, hoje está atrelada ao recém-criado Ministério da Segurança Pública, o que causa preocupação no delegado Edvandir Felix de Paiva.


"A PF é um órgão com vocação para fazer investigações de corrupção, de crimes de colarinho branco, das grandes organizações criminosas. Então a gente fica com a preocupação que esse orçamento da Polícia Federal - PF seja direcionado só para as situações mais ligadas à segurança pública e o lado do combate à corrupção e ao crime de colarinho branco fique esquecido".

E mais:

"O ministro Carlos Marun deu uma declaração dizendo que o problema da segurança pública no Brasil é que o Ministério Público e a Polícia Federal - PF tinham ido correr atrás de corrupção em vez de correr atrás de bandidos. Essa é uma declaração muito grave, que nos preocupa muito".

E ainda:

"Juntando os sinais que recebemos, a gente está percebendo que pode ocorrer [um direcionamento do trabalho]. Não estou dizendo que o ministro Raul Jungmann vá fazer isso. O que me preocupa é ele poder fazer isso e os sinais que o governo vem emitindo".

Voce pode ler também

0 comentários