Exploração: Tá complicado voar no Brasil

quinta-feira, março 01, 2018



A exploração sem limites dos clientes de companhias aéreas registra absurdos inexplicáveis. Não há lógica no assalto. Nesta terça (27/02), uma passagem de ida e volta da LATAM Airlines entre Brasília e Araguaína (TO), por exemplo, custava R$ 3.834,00, enquanto a mesma empresa cobrava R$ 3.301,00 pelo voo para Miami. Cerca de 950 km separam as duas cidade, enquanto a distância para Miami é seis vezes maior: 5.800 km.

Para voar Rio-Ilhéus a GOL Linhas Aéreas cobrava na terça R$ 2.592,00, quase o mesmo (R$ 2.630,00) do trecho Rio de Janeiro/Paris, pela TAP Air Portugal, 9 vezes mais distante. A GOL Linhas Aéreas arrancou nota vexatória do Ministério da Justiça dizendo não ser "ilegal" explorar clientes cobrando para marcar assentos. A alegação cínica da ANAC - Agência Nacional de Aviação Civil que no Brasil há "liberdade tarifária" não deveria se aplicar a empresas com monopólio sobre rotas.


Fonte: A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Voce pode ler também

0 comentários