Infidelidade ao partido chega a até 73% das votações

sábado, março 10, 2018



A traição vem rolando solta na Câmara dos Deputados. Em um país onde parlamentares são eleitos também pelos votos dados aos partidos, como é o caso do Brasil, a infidelidade com as posições das bancadas chega a até surpreendentes 73%. Entre os partidos, o campeão de infidelidade é o Podemos, do deputado Bacelar. Os quinze colegas do parlamentar baiano, em média, divergem da posição da bancada em 28% das votações.

situação fica ainda mais interessante quando se percebe que o PTN (legenda que, refundada, deu lugar ao Pode) elegeu apenas quatro deputados em 2014. Os demais deixaram para trás as agremiações (e as ideias) que os levaram a Brasília aproveitando brechas legais e janelas de "troca-troca".

Por outro lado, o campeão da unidade nas votações é o pequeno PSOL 50. De ideologia clara de esquerda, a legenda tem conseguido que seus seis deputados estejam juntos em cerca de 98% dos casos. A oposição a quase todos os governos, com o baixo comprometimento que esta posição traz, ajuda.

Voce pode ler também

0 comentários