Não existe data para depoimento do coronel de Temer

sexta-feira, março 30, 2018



A Polícia Federal - PF adiou o depoimento de João Baptista Lima Filho, coronel reformado da Polícia Militar do Estado de São Paulo, nesta sexta-feira (30/03), a defesa alega que o motivo é o estado de saúde de Lima. Segundo o advogado Cristiano Benzota, não foi estabelecida uma data para que ocorra outro interrogatório. Enquanto isso ele fica na sede da PF. O advogado do Coronel Lima diz que no momento, seu cliente "não está em condições de prestar depoimento por recomendações médicas, sem prejuízo de prestar futuros esclarecimentos quando apresentar melhora do seu quadro clínico. A sua situação de saúde tem sido reiteradamente informada para as autoridades". 

Benzota disse que Lima preferiu reservar-se ao direito de ficar calado e negou todas as acusações contra ele. "Ele assumiu o compromisso de prestar depoimento em data futura a ser agendada com a Polícia Federal - PF". Segundo a Polícia Federal - PF, Lima vem protelando o momento de prestar depoimento, já foi intimado três vezes desde junho de 2017, mas sempre apresenta atestados de saúde.

O coronel tem câncer. A defesa afirma que ele quer esclarecer tudo. "Inclusive quer deixar claro que não foram feitas manobras pra evitar um depoimento". Na manhã de hoje, quem esteve na Superintendência da PF foi a arquiteta Maria Rita Fratezi, mulher e sócia de Lima Filho, para prestar depoimento sobre a reforma da casa de Maristela Temer, filha do presidente Michel Temer.

Voce pode ler também

0 comentários