Temer: recado sem correr risco

sexta-feira, março 09, 2018



Ao enviar à Procuradoria Geral da Republica parecer de juristas que consideram ilegal a investigação de seus atos antes da Presidência, Michel Temer quis dar seu recado sem correr o risco de contestar a medida com petição formal no Supremo Tribunal Federal - STF.

O mesmo argumento que ele apresentou contra o inquérito aberto para investigar suas relações com a Odebrecht poderá ser aplicado ao que examina negócios no setor portuário, em que seu sigilo bancário desde 2013 foi quebrado.

Voce pode ler também

0 comentários