Mais uma má notícia para Alckmin

quarta-feira, abril 18, 2018



Um dia depois da transformação de Aécio Neves em réu, a Justiça de SP trouxe outra má notícia para Geraldo Alckmin: o presidente do Metrô e cinco ex-presidentes agora são réus por improbidade administrativa. Eles compraram, por R$ 615 milhões, 26 trens que ficaram sem uso porque a linha 5-Lilás não estava pronta. Abandonados, os trens foram vandalizados –e, segundo a denúncia do Ministério Público Federal - MPF, têm bitolas (distância entre os trilhos) diferentes da usada na linha.

Entre os réus estão Clodoaldo Pelissioni, ex-presidente do Metrô e atual secretário dos Transportes Metropolitanos do governo paulista, Paulo Menezes de Figueiredo, o atual presidente da companhia, e Sérgio Avelleda, que também já comandou o metrô e hoje é chefe de gabinete da prefeitura de São Paulo. Ao todo, são nove réus, e o próprio Metrô terá de responder na Justiça.
 

Voce pode ler também

0 comentários