O companheiro Gilmar Mendes

sábado, abril 28, 2018



Foto: Evaristo Sá/ AFP News Agency - Com Lula na cadeia, o gabinete de Gilmar Mendes, no Supremo, virou ponto de romaria dos petistas. Para o ministro, as chances de o ex-presidente reconquistar a liberdade só vão aumentar quando ele se declarar fora do páreo presidencial. Em público, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal - STF, não poupa ataques ao PT - Partido dos Trabalhadores

Já responsabilizou os petistas pelo "germe ruim da violência", pela desinstitucionalização do país, pela sindicalização e excesso de poderes do Ministério Público Federal - MPF e por más escolhas para o Supremo, baseadas em critérios "de ligações com os movimentos MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, LGBT, basistas".

Nos bastidores, porém, Mendes e dirigentes do partido, que no passado distribuíram uma cartilha em que acusavam o ministro do Supremo de "manobras e declarações antipetistas incompatíveis com o recato e a imparcialidade de um juiz", estão de namoro firme. O gabinete de Mendes, crítico mais veemente dos métodos da Operação Lava Jato no Supremo, virou centro de romaria de petistas.

Voce pode ler também

0 comentários