O flerte de Temer com o PRB de Flávio Rocha

domingo, abril 15, 2018



O presidente da República Michel Temer não conseguiu usar a reforma ministerial para amarrar os partidos de sua base aliada ao projeto eleitoral do MDB Nacional, registra o Estadão. Fragilizado após a Lava Jato atingir alguns de seus amigos, o presidente preferiu manter no governo partidos que lançaram pré-candidatos ou que já anunciaram apoio a outros. O emedebista passou a reunir presidentes dessas legendas para conversas sobre eleições e fez questão de prestigiar jantares partidários para comemorar a entrada de novos filiados.

Na terça-feira (10/04), Temer chamou o presidente do PRB Nacional, seu ex-ministro Marcos Pereira, para sondar a possibilidade de o partido apoiar o projeto do MDB Nacional, seja ele próprio o candidato ou o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles. O PRB Nacional manteve o comando do Ministério do Desenvolvimento Social, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mesmo após lançar o empresário Flavio Rocha, dono das lojas Riachuelo, como pré-candidato à Presidência.

Na conversa, (…) o dirigente do PRB Nacional afirmou que a legenda está levando a sério a candidatura de Rocha. Mas não fechou completamente as portas. Disse que, caso o empresário não se viabilize, o PRB Nacional poderá oferecê-lo como candidato a vice-presidente na chapa de algum postulante de centro, que pode ser o MDB NacionalPSDB ou Democratas.

Voce pode ler também

0 comentários