“A criminosa irresponsabilidade lulopetista”

quinta-feira, maio 31, 2018


O Estadão, assim como a Folha de S.Paulo, também denuncia a greve dos petroleiros da CUT Brasil:

"O estrondoso sucesso da greve dos caminhoneiros – que viram atendidas todas as suas reivindicações e colocaram o governo de joelhos, arrancando urras de parte considerável da população – inspirou os oportunistas de sempre a tentar capitalizar e, quem sabe, ampliar a insatisfação popular. É o caso, por exemplo, da Federação Única dos Petroleiros (FUP), sindicato petista que decidiu deflagrar 'a maior greve da história da Petrobras' para protestar contra 'os preços abusivos dos combustíveis' e 'contra o desmonte da empresa que é estratégica para a nação' – razão pela qual exige a demissão do presidente da estatal, Pedro Parente (…).

Ora, não é preciso morrer de amores por Michel Temer para ver aí um evidente exagero, pois o presidente herdou um país esfrangalhado pela criminosa irresponsabilidade lulopetista e, em pouco tempo, restabeleceu um mínimo de racionalidade fiscal, disso resultando a queda da inflação e dos juros e a retomada do crescimento. No entanto, nada do que esse governo faz, mesmo seus acertos mais evidentes, parece digno de crédito, pois, conforme indicam as pesquisas e a julgar pelo apoio popular aos caminhoneiros, Michel Temer passou a ser um exemplo de governo desastroso. Esse discurso ressuscitou o que deveria estar morto, isto é, o embuste lulopetista, segundo o qual o País era uma maravilha nos tempos de Lula da Silva e Dilma Rousseff – inclusive com combustível barato, subsidiado".

Voce pode ler também

0 comentários