Mortes por H1N1 no Ceará aumentam em um ano 321% e 21 pessoas já morreram em 2018 com o vírus

sábado, maio 05, 2018



A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará divulgou boletim com apurado de casos notificados como influenza; das 406 suspeitas notificadas, 121 foram confirmadas como H1N1. O período de vacinação segue até o dia 1º de junho de 2018. O boletim divulgado pela Secretaria de Secretaria da Saúde do Estado do Ceará revelou um aumento significativo nos casos de morte em decorrência da gripe H1N1. Dos 121 casos notificados, foram constatadas 21 mortes causadas pelo vírus.

A quantidade revela acréscimo de 321% na quantidade de óbitos causadas pelo vírus em comparação as cinco mortes de todo o ano passado. O número de casos de influenza é o maior da série histórica da pesquisa que divulga os quantitativos desde 2009. Segundo os dados da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, o índice de letalidade da influenza é de 17,5%, levando em consideração o número de notificações (121) e o de mortes (21). O número deste ano, que ainda não terminou, só não é pior do que 2010 e 2011, que alcançaram patamares gigantescos, com 43,8% e 50% de letalidade, respectivamente.

Voce pode ler também

0 comentários