TST aumenta multa de R$ 500 mil para R$ 2 milhões

quinta-feira, maio 31, 2018



A ministra Maria de Assis Calsing, do Tribunal Superior do Trabalho - TST, aumentou, hoje, de R$ 500 mil para R$ 2 milhões a multa diária aplicada aos sindicatos dos petroleiros que aderirem à greve da categoria. Ao revisar o valor da multa, o TST atendeu parcialmente a um pedido da AGU Advocacia-Geral da União, que queria o aumento, mas pedia R$ 5 milhões.

Ontem, o tribunal considerou ilegal a greve dos petroleiros por entender que a paralisação tem "caráter abusivo". Para Maria de Assis Calsing, "é potencialmente grave o dano que eventual greve da categoria dos petroleiros irá causar à população brasileira".

Voce pode ler também

0 comentários