Cristiane Brasil tinha ‘posto de comando’ em esquema no Ministério do Trabalho

sexta-feira, junho 15, 2018



Na decisão que autorizou as buscas da Polícia Federal - PF no gabinete de Cristiane Brasil, na terça-feira (12/06), o ministro Luiz Edson Fachin reproduz trecho de relatório da PGR que indica a influência da deputada na Secretaria de Relações do Trabalho – onde foi montado o esquema de venda de cartas sindicais. Os indícios do envolvimento de Cristiane surgiram na análise do celular de Renato Araújo Júnior, que foi preso na primeira fase da operação Registro Espúrio.

"O conteúdo das conversas revela que, em que pese ter sido impedida por decisão judicial de tomar posse como Ministra do Trabalho no início do corrente ano, Cristiane Brasil passou a exercer grande influência no órgão. Os diálogos demostram que Cristiane Brasil, mesmo não ocupando formalmente qualquer cargo na estrutura do Ministério do Trabalho, foi alçada, na prática, a um posto de comando na Pasta, fortalecendo a estrutura de atuação do 'Subnúcleo PTB'", diz a PF.

Voce pode ler também

0 comentários