Em nova fase, Lava Jato prende ex-diretor da Petroquisa

sexta-feira, junho 22, 2018



Polícia Federal - PF deflagrou nesta quinta-feira (21/06), a Operação Greenwich, 52.ª fase da Lava Jato, para a apuração de crimes contra subsidiárias da Petrobras. Entre os presos está o ex-diretor de Novos Negócios da Petrobras Química S/A (Petroquisa) Djalma Rodrigues de Souza. A prisão preventiva foi autorizada pelo juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro.
Além dele, também foi preso temporariamente o filho, Douglas Campos Pedroza de Souza. Em nota, a Polícia Federal - PF afirmou que "o esquema criminoso identificado em várias oportunidades em contratações da Petrobras se repetiu também em suas subsidiárias". Neste caso, as irregularidades foram feitas, segundo os investigadores, para beneficiar a Odebrecht nas contratações.

Voce pode ler também

0 comentários