A eleição no México e os tentáculos da Odebrecht

segunda-feira, julho 02, 2018




O esquerdista Andres Manuel Lopez Obrador, que ganhou ontem a eleição presidencial no México, afirmou que "erradicar a corrupção e a impunidade" será sua missão principal. Segundo a BBC News Brasil, o discurso reflete uma campanha presidencial marcada por denúncias contra a Odebrecht – sim, lá também. Em 2016, a Lava Jato brasileira já revelara o pagamento ilícito de US$ 10,5 milhões pela Odebrecht no México


Em outro caso, autoridades investigam um contrato de abastecimento de gás etano assinado no mesmo ano entre a Pemex (a "Petrobras do México") e o consórcio entre a Braskem – controlada pela Odebrecht – e a mexicana Idesa. O rombo estimado nas contas da petrolífera estatal, só nos dez primeiros meses da vigência do acordo, é estimado em US$ 98 milhões.


Voce pode ler também

0 comentários