Fachin diverge de Barroso e defende candidatura de Lula

sexta-feira, agosto 31, 2018



O ministro do Supremo Tribunal Federal - STF Luiz Edson Fachin abriu divergência em relação ao voto de Luís Roberto Barroso e defendeu a candidatura de Lula. Segundo ele, a inelegibilidade de Lula prevista na Lei da Ficha Limpa deve ser "suspensa" diante da tal recomendação do Comitê de Direitos Humanos da ONU"Negar a liminar é impedir que tenha sentido prático a deliberação do comitê. Diante da consequência que entendo, a medida provisória obtém o direito de paralisar a eficácia da decisão que nega o registro de sua candidatura".

Voce pode ler também

0 comentários