O conservadorismo do Estadão contra a Lava Jato

domingo, agosto 26, 2018


A Lava Jato em Curitiba foi prorrogada até setembro de 2019, mas o editorialista do Estadão não gostou. Ele termina a sua arenga contra os procuradores da seguinte forma: "Ninguém nega que exista corrupção no Brasil e todos querem estancar esse fenômeno. Mas isso não pode ser feito à custa da destruição das instituições e da prosperidade nacional". O editorialista do Estadão é um conservador. Quer que tudo mude para tudo ficar como está.


Voce pode ler também

0 comentários