Queda nos preços da soja e do milho em Chicago

quinta-feira, agosto 23, 2018



Nesta quinta-feira (23/08), as cotações da soja tiveram quedas expressivas, de 15 a 16 pontos, na Bolsa de Chicago (CBOT). O contrato novembro de 2018, que é o foco para este momento, voltou ao patamar dos US$8,50/bushel. Jack Scoville, analista da The PRICE Futures Group, Inc., destaca dois fatores principais para o rumo dos preços neste momento: a falta de notícias a respeito dos negócios entre China e Estados Unidos da América e a boa produtividade da soja norte-americana que vem sendo relatada, tanto pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) quanto pelo Crop Tour da ProFarmer.

Scoville aposta, entretanto, que uma solução mais completa entre os Estados Unidos da América e o país asiático deve vir apenas em novembro, com a reunião do G20. Ele acredita que o mercado pode recuperar os preços entre uma a duas semanas. Depois, com o início da colheita, estes devem sofrer uma nova queda. O milho, neste momento, tem mais problemas do que a soja nas lavouras, sem um grande recorde. A soja tem mais tempo para ser finalizada, de forma que a produtividade ainda pode surpreender.

Voce pode ler também

0 comentários