“Triplo mortal” para Gilmar Mendes

domingo, setembro 23, 2018



O ministro Gilmar Mendes deu um salto triplo carpado no processo judicial ao soltar Beto Richa. Já há uma meia dúzia de petições de encarcerados pedindo isonomia. Como ele é o juiz prevento para esses casos, cabe-lhe fazer a festa, ou não. No recurso contra a libertação de Richa, a procuradora-geral Raquel Dodge disse que o ministro habilitou-se para o título de "revisor direto e universal de todas as prisões temporárias do país".

Se Gilmar colocar a sua decisão para que o plenário a compartilhe, de duas uma: transforma o Supremo em Casa de Libertação ou perde o título. Enquanto não o fizer, continua a ser o "supremo revisor".
 

Voce pode ler também

0 comentários