Acirramento de ânimos é próprio do período eleitoral

sábado, outubro 06, 2018



O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, disse ao jornal O Estado de S. Paulo que o acirramento de ânimos que marca a corrida ao Palácio do Planalto é "próprio" do período eleitoral, em que há um "excesso de entusiasmo na defesa de ideais e propostas".

Sobre a atuação de empresários pedindo que funcionários votem em determinados candidatos, Mussi afirmou que a Justiça Eleitoral atuará com firmeza para coibir "qualquer conduta que puder atentar contra o regime democrático". Leia os principais trechos da entrevista, concedida por escrito.

Voce pode ler também

0 comentários